Como sabe os conversores de tensão funcionam na prática? Confira!

Quando se escolhe equipamentos para um acampamento confortável, uma fonte de energia é essencial para quem prefere não se desconectar da vida moderna. O conversor de tensão funciona exatamente para essa necessidade, já que ele é capaz de atender a demanda de diversos componentes elétricos quando a energia não é uma realidade.

Com uma funcionalidade muito semelhante ao nobreak, os conversores de tensão garantem segurança e praticidade para quem busca uma fonte secundária de energia, seja ela na rede doméstica, em situações externas, para cabos e redes de segurança, ou até mesmo no campo empresarial.

Esse tipo de estabilizador de energia é capaz de administrar com segurança o controle de alarmes, sistemas de emergência, e redes wireless sem danificar os aparelhos. Com essa conversão, seus equipamentos podem ser ligados a uma única fonte de tensão, o que otimiza a alimentação e estabiliza as conexões.

Esse pode ser considerado um item indispensável, e para conhecer um pouco mais sobre como os conversores de tensão funcionam, e como aplicá-los na sua realidade, continue acompanhando o post!

O que é o conversor de tensão?

Longevidade e durabilidade são conceitos importante para conexões elétricas, e os conversores surgiram no mercado para assegurar que essas características permanecem, da forma mais segura possível, mesmo quando a fonte principal de energia não está disponível.

Mas afinal, o que são os conversores de tensão? Para responder essa pergunta, é necessário entender como os aparelhos domésticos são disponibilizados no mercado. Com tensões entre 127v e 220v, a vida moderna construiu a necessidade do auxílio de inversores ou conversores que não delimitam seu uso.

E esse conversor de tensão nada mais é do que um equipamento elétrico, onde circuitos específicos trabalham para capacitar a transformação de energia DC de baterias ou pilhas em energia elétrica alternada, buscando atender os padrões de tensão da maioria dos aparelhos eletrônicos.

Um bom exemplo para entender como os conversores podem ser úteis no dia a dia são as lâmpadas de emergência. Em um regime normal de alimentação, elas carregam a bateria de 12Vcc, porém, quando ocorre à falta de energia primária, o conversor energiza e fortalece a potência das lâmpadas através de um circuito de 110V ou 220V.,

Funcionamento básico do conversor de tensão

O conversor, ou inversor, de tensão é formado por um circuito denominado de oscilador de potência, que, a partir da força eletromotriz, converte a tensão contínua DC, em uma opção mais adequada, a tensão DC pulsante.

Essa conversão da tensão contínua, para a tensão pulsante é extremamente necessária, já que os transformadores que recebem essa aplicação de energia não operam de forma ininterrupta. Essas pausas pré calculadas atuam no processo de transformação da energia elétrica em fluxo magnético para todas as fontes de absorção necessárias.

Todo esse processo de troca de energias é capaz de produzir a força eletromotriz variável, que se somam e se anulam a cada instante de funcionamento. Esse compasso de pulsos alternados movimenta o transformador gerando altas correntes na bobina, oferecendo a capacidade entre 10 e 50 vezes a tensão energética da entrada.

Após percorrer todo esse processo de troca e alternância de energias, o circuito regulador de tensão completa uma conversão perfeitamente realizada, agora podendo usufruir de toda a tensão alternada que esse meio é capaz de produzir.

Tipos de conversão de tensão: onda pura

A onda pura nada mais é do que um inversor que garante aos equipamentos a ele ligados uma estabilidade segura de funcionamento. Isso só ocorre por que os conversores de onda pura produzem a onda senoidal perfeita, que emula completamente aquela energia fornecida pela rede elétrica.

Esse tipo de fonte elétrica de onda pura é fundamental para alimentar empresas que necessitam de grande potência, como frigoríficos com compressores, motores e bombas de alta força. Aparelhos eletrônicos, como computadores, televisões, máquinas e eletrodomésticos também funcionam com melhor resultado com a onda senoidal pura.

Conversores de onda modificada

A onda produzida por inversores modificados é bem diferente das ondas progressivas e alinhadas da onda pura, elas são quadradas e em forma de escada alternada. Como ela não opera de forma sequencial, alguns equipamentos podem apresentar oscilações na hora do funcionamento regular.

Embora lâmpadas incandescentes e aparelhos de aquecimento, ou resfriamento, não sofram com cargas modificadas, diversos outros aparelhos eletrônicos podem sofrer uma queda na produtividade quando a fonte de alimentação de energia é comprometida, por isso é tão importante entender como cada aparelho é capaz de reagir aos conversores.

Gostou das dicas? Conhecer as possibilidades de um conversor de tensão é tão importante para sua empresa ou rede doméstica, quanto entender as capacidades de repetidores e roteadores, já que eles são capazes de melhorar ainda mais sua experiência de consumo dos aparelhos eletrônicos.

Para aprimorar ainda mais sua estabilidade durante o trabalho, não deixe de conferir nosso texto sobre a importância do nobreak, e todas as opções disponíveis aqui no blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *