Conheça os diferentes tipos de antena internet.

Conheça os diferentes tipos de antena de internet.

Pensando em qual a antena ideal para sua instalação ? Selecionamos alguns modelos e suas características, confira!

As antenas de internet são fundamentais para nos conectarmos no dia a dia. Existe uma grande variedade delas para diversas e importantes aplicações.
Além dos sinais de celular, muitas cidades e áreas não recebem internet cabeada por motivos operacionais, o que acaba ficando a serviço de provedores regionais produzirem a infraestrutura para que esses usuários não sejam prejudicados. Afinal, é inaceitável ficar sem internet em pleno século 21, não é?

Muitos dos modelos de antenas devem ter nomes que você já ouviu antes, os omnidirecionais, setoriais, os ponto a ponto, nanobridges e afins. Mas você entende sobre cada um?

Se você está em busca de uma antena para melhorar sua conexão, seja para compartilhar internet, receber sinal em localizações mais remotas ou distribui-lo, vale a pena conhecer os principais conceitos desses tipos de antenas para fazer uma boa escolha!

Os princípios de uma antena.

A transformação de um sinal de internet em rádio ocorre quando o primeiro ponto, conectado a um sinal de internet de alta qualidade via modem, codifica através da placa de rede esse sinal para uma antena.

Essa antena, bem posicionada em um ponto alto e livre de interferência, emite um sinal de rádio, medido em MHz (Megahertz), que gera diversos pulsos por segundo a serem captados por outras antenas, que, além de enviarem sinal para seus usuários, replicam e aumentam o alcance do primeiro sinal.

O critério chamado dBi se refere ao ganho em decibéis. Esse dado é importante na medida em que indica a capacidade de propagação do sinal enfrentando qualquer tipo de interferência, como paredes, árvores, outros sinais, enfim. Tudo isso cria uma resistência e requer mais dBi’s de sua antena de acordo com o nível de interferência no ambiente.

Ao atingir cada usuário, sua antena estará conectada a um receptor individual que, conectado à placa de rede do computador ou a um roteador, irá converter o sinal de rádio de volta a um sinal de internet para o usuário.

As antenas tem um bom custo-benefício e oferecem sinal de qualidade, dependendo da expansão e se forem instaladas corretamente, é claro.

Vale a pena conhecer os tipos existentes para saber qual mais se adequa à sua necessidade. Afinal, elas são projetadas para fins e situações específicas. Veja só:

Os diferentes tipos de antena:

Antena setorial:

As antenas setoriais, como o nome indica, operam em um pequeno setor, recebendo e irradiando um sinal para múltiplos usuários, geralmente por meio da tecnologia ponto multiponto, muito utilizada em comunidades e condomínios, onde todos os usuários estão relativamente próximos.

Elas têm um ângulo de 90 a 120o e costumam ser instaladas em um painel que dê alcance a todas as direções, sendo possível distribui-las via roteador wireless ou hotspots para os usuários fazerem autenticação. Seu alcance pode ser grande, de 14 a 40 kms, de 3 a 5 GHz e 8 a 20 dBi’s.

Antena direcional:

Pelo fato de priorizarem a recepção em uma direção, tendo um alto ganho, as antenas direcionais oferecem soluções para usuários em regiões mais remotas e usuários individuais, que podem receber o auxílio de outros recursos para distribuição de múltiplos usuários.

O ângulo é de 45o, para se alinhar com maior ganho ao ponto de distribuição de sinal, com alcance de 20 até 50kms, 5 a 16 GHz e 24 a 42 dBi’s.

Antenas omnidirecionais:

As omnidirecionais são antenas 360o, ideais para ambientes pequenos. Não é difícil percebê-las em seus roteadores. São bastões com uma boa propagação para um raio curto e muito aconselhadas para se dividir internet e criar hotspots em ambientes como universidades.

Apesar de oferecerem boa irradiação em um curto espaço, o alcance delas é relativamente menor, mas possuem ótima resistência à interferências, com pulsos de 2.4 a 5.8 GHz e 4 a 15 dBi’s.

Antena ponto a ponto:

Para criar uma rede de distribuição em curto alcance, de alguns poucos Kms, a opção mais barata e cômoda é a ponto a ponto. Com duas antenas simples do tipo nanobridge, que tem um alcance de até 15kms de distância, 15 dBi e de 2.4 a 5 GHz.

As nanobridges, assim como muitos modelos das antenas já citadas, podem ter compatibilidade com o recurso MiMo (Multiple Input, Multiple Output) que permite o aumento de ganho na medida em que há mais usuários com suas antenas interconectadas. Falaremos sobre isso em uma próxima postagem, então fique ligado em nosso blog!

Ponto de Acesso:

Os famosos access point são hotspots recomendados para ambientes públicos, universidades, hotéis, hospitais, empresas, parques e espaços públicos em geral. Eles distribuem de forma segura seu sinal e possibilitam uma série de configurações extras, especialmente os produtos com a tecnologia UniFi, em que é possível monitorar os acessos através de uma interface simples e intuitiva, de configuração fácil.

Além de seguros, são discretos e muito charmosos para os ambientes.

Para aumentar a segurança de suas antenas, principalmente as nanobridges e direcionais, você pode adquirir, as Radome Shields, que são capas protetoras para ambientes externos.

Conclusão

Existem diversas soluções práticas para conectividade de internet para as mais variadas situações. As antenas oferecem serviços cada vez mais tecnológicos e seguros, baratos e eficientes para que ninguém fique desconectado.

Pensando no trabalho de provedores e usuários individuais, a ConectWi disponibiliza uma série de produtos especializados, homologados pela Anatel e, em nosso blog, sempre compartilhamos informações importantes para o meio.

Fique por dentro de tudo assinando nossa newsletter!

Leia também: Investir em provedor de internet: o que fazer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *