Testes de fibra óptica como funcionam

Aprenda como são realizados os testes de cabos de fibra óptica.

Confira como são realizados os testes em cabos de fibra óptica e como funcionam!


A qualidade e popularidade dos cabos de fibra óptica não são à toa e se dão graças à capacidade de transferir dados com velocidade e constância, tendo quase nenhuma perda de dados ou desempenho. Os testes em cabos de fibra óptica buscam justamente encontrar problemas na distribuição de forma que os danos sejam revertidos em tempo, reduzindo o impacto e custos.

Afinal, o que eu preciso saber sobre os testes em cabos de fibra óptica?

Vale entender que, ainda que os cabos de fibra óptica tenham uma ótima performance e não sofram de interferências eletromagnéticas de fontes externas, outros fatores ainda são capazes de causar a perda de qualidade.

Os cabos de fibra óptica, dependendo do serviço solicitado, podem variar entre monomodos e multímodos, em que o primeiro tem maior sofisticação, alcance e performance e o segundo é mais limitado, porém bem mais em conta.

Ambos podem ser acometidos por problemas, como um dano direto causado por alguma espécie de trabalho de pedreiros ao destruir uma parede, sendo possível atingir o cabo, ou por contaminação, resquícios de areia ou infiltrações e bolor capazes de gerar implicações progressivas à integridade do cabo.

Os testes em cabos de fibra óptica servem justamente para verificar a sua integridade, de forma que aqueles que fazem os reparos consigam identificar qualquer espécie de problema antecipadamente, tendo a capacidade de limpar, resolver ou remover a parte defeituosa. É possível aferir mais algum tipo de problema na qualidade de sua fibra óptica:

Para observar problemas físicos, como os citados, de choque ou contaminação, o profissional possui um microscópio, que se conecta a ponta do cabo e transmite a imagem, de modo que seja possível perceber os pontos de perda de luz, limpá-los ou encontrar a parte danificada.

Existem dois tipos desses microscópios: aqueles de custo menor, com lentes oculares, que podem expor o profissional aos pulsos de luz que atravessam a fibra, e os microscópios de vídeo, que emitem a imagem para um ponto remoto, como celular ou tv.

Com isso, dá para observar detalhadamente os cabos para fazer um diagnóstico ou por mera precaução. Uma boa limpeza é ideal para ajudar a recuperar a performance e aumentar a vida útil.  Ar comprimido e álcool isopropílico são boas opções para realizá-la, apesar de hoje já existirem composições mais efetivas e desenvolvidas especialmente para cabos de fibra óptica, que permitem uma limpeza mais profunda e segura.

Outra forma de testar a qualidade da fibra óptica é através dos testes de certificação de qualidade da rede. Ao fazer uma instalação ou identificar perdas no volume de dados, principalmente por parte de empresas que fazem grandes movimentações e precisam da melhor performance sempre, é possível empreender outro teste, com padrões como IEEE, TIA/EIA ou ISSO/IEC, para garantir que o link da internet atinja a média para a qual foi projetada.

O teste se divide em duas partes, a primeira tier afere de imediato as oscilações e outros dados, enquanto a segunda tier é mais extensiva. O profissional mede, com aparelhos especiais, a taxa de perda de luz e, posteriormente, com um refletômetro, analisa a transmissão, checando a qualidade por todos os itens da rede.

 

Adotar esta prática para identificar pontos de perda de luz!

Testes preventivos com regularidade são capazes de ajudar a identificar um problema antes que se torne um grande empecilho, inviabilizando o uso do seu sinal a toda capacidade, especialmente em relação à empresas que se baseiam largamente na transmissão de grandes volumes de dados.

Os testes em cabos de fibra óptica podem ser realizados por profissionais ou simplesmente possuindo os equipamentos adequados e entendimento dos parâmetros a serem analisados.
Essa precaução consegue salvar um usuário de grandes prejuízos provenientes dá má conectividade ou da necessidade de substituir uma alta quantidade de cabos que sofreram um dano progressivo por agentes externos.

Aprenda mais sobre redes de fibra óptica navegando em nosso blog, postamos sempre novos conteúdos. Para receber tudo em primeira mão, inscreva-se em nosso newsletter e continue nos acompanhando!

Gostou do post ? Compartilhe nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *