Como elaborar um projeto de segurança eletrônica?

segurança eletronica

Hoje em dia, sabemos o tanto que a questão segurança nos preocupa. Seja em ambiente residencial ou empresarial, cada vez mais se tem investido em equipamentos de segurança. Pois, quando não há possibilidade ou mesmo a necessidade de contratar serviços de seguranças armados, a segurança é realizada por meio de dispositivos eletrônicos.  Existem alguns dispositivos que podem colaborar com a vigilância, como alarmes, câmeras dispostas em sistemas, cercas elétricas, entre outros. A vantagem desses dispositivos é que o monitoramento de segurança é realizado 24 horas por dia. Só essa modalidade é capaz de registrar tudo o que acontece, alarmando toda qualquer atividade suspeita.

Por isso a segurança eletrônica tem sido constantemente divulgada. Com o crescimento acelerado da população, a demanda por segurança aumenta. Com isso, a inovação de produtos no ramo tem que se fazer melhor a cada dia, principalmente, nas regiões metropolitanas. Esses modelos de monitoramento, realizados por meio de câmeras ou sensores, formam um controle bastante confiável. É possível garantir a disponibilidade da segurança eletrônica de forma constante e inteligente.

 

Mas, na prática, o que é um sistema CFTV?

As câmeras são muito aplicadas no dia a dia das pessoas em todos os ambientes, seja em casa ou nas empresas. CFTV significa Circuito Fechado de TV, é a sigla utilizada na área de sistemas de monitoramento e segurança eletrônica.

O Circuito Fechado de TV é um sistema de monitoramento interno, composto por câmeras conectadas a um sistema central. Esse sistema realiza o controle das filmagens por meio dos monitores. Esses monitores, também, geram a gravação das mesmas.

Além disso, por meio do sistema CFTV é possível realizar o monitoramento, em tempo real, com uma equipe de segurança: monitorar remotamente o que está acontecendo em cada ambiente, 24 horas por dia. É viável que se tomem as medidas necessárias, quando alguma irregularidade for detectada. Além disso, as imagens ficarão gravadas se for acordado com o serviço de segurança. Tal acordo possibilita que analises sejam feitas posteriormente, auxiliando na identificação de suspeitos e podendo ser requisitadas como provas em processos legais.

A grande vantagem em utilizar um sistema CFTV é que as câmeras inibem as ações de criminosos ou pessoas mal intencionadas, uma vez que fica claro que tudo que está sendo feito naquele momento, está sendo monitorado e registrado.

 

O futuro: Os Sistemas Digitais

Dentro do sistema CFTV, vale ressaltar a diferença entre os dois tipos de sistema utilizados, o analógico e o digital.

 

ANALÓGICO

Mesmo sendo uma tecnologia usada há muito tempo, os sistemas analógicos, tem seus benefícios. Utilizada no sinal televisivo de antigamente, além de ter uma qualidade de transmissão de imagens aceitáveis, sua maior vantagem é ter custo menor. As câmeras analógicas são conectadas por dispositivos centrais, por cabos coaxiais e as imagens são exibidas em monitores específicos.

 

DIGITAL

Já com o sistema digital, sabemos que a qualidade de imagem é muito superior, uma vez que são utilizadas câmeras com tecnologia IP. Essas, por sua vez, são ligadas por meio de cabos UTP (cabo de rede) ao terminal c,entral (NVR), que podem disponibilizar as imagens de maneira remota, por meio de monitores HD e até mesmo pelos celulares e tablets.

Apesar dos equipamentos digitais terem um custo mais elevado, se comparados com os analógicos, a qualidade das imagens é muito superior e está sendo a tendência do mercado atual e do futuro. Isso significa que, em breve, todos os sistemas de transmissão de imagens passarão a ser digitais.

 

SEGURANÇA NOTURNA

Dependendo do funcionamento da empresa ou residência, é necessário que se invista em tecnologias que permitem visão noturna. Esse nicho, da segurança noturna, dispõe de diferentes modelos de câmeras, principalmente as equipadas com tecnologias infravermelhas.

Alguns detalhes são importantes quando tratamos da proteção do equipamento. Para esses materiais é recomendável utilizar uma caixa de proteção, a fim de evitar contato com a água e com a poeira. Também é importante se certificar de fixar a câmera bem, a fim de evitar quedas. Um técnico habilitado é capaz de realizar uma avaliação para determinar as necessidades de acordo com o local em as câmeras irão ser instaladas.

Outro ponto a ser observado é a escolha do cabo, pois dependendo do modelo de câmeras podem apresentam características técnicas diferentes. Se o cabo não for adequado para as câmeras, isso pode ocasionar ruídos, tornando o sistema vulnerável ou reduzindo a qualidade da imagem. Atualmente, os cabos coaxiais estão sendo substituídos por sistemas de fibra óptica, pelo par trançado, ou até mesmo pela transmissão sem fio com as câmeras IP Wireless.

Logicamente, a escolha do equipamento de segurança e do meio de transmissão deve ser feita conforme a necessidade de quem irá investir. É relevante visar o melhor custo/benefício. Precisa ser considerado o contexto que a câmera será inserida, detalhes como: as distâncias envolvidas, a necessidade de áudio nas gravações, a infraestrutura do local, ricos de descargas atmosféricas, entre outros.

 

 Catracas Eletrônicas

As catracas eletrônicas também conhecidas como baias óticas têm sido muito requisitadas por empresas, com o intuito de controlar a entrada e saída de pessoas. Nesse tipo de segurança, existem diversas tecnologias podem ser utilizadas. Leitores de cartões, sensores biométricos de impressão digital e até mesmo facial são alguns exemplos.

Com as catracas instaladas, a empresa ou instituição passa a ter controle maior de acesso de quem visitou É possível registrar tanto o horário de entrada quanto o de saída.

Atualmente, existem sistemas de controle de acesso que operam com totens de autoatendimento. Essa tecnologia traz benefícios, como a redução de filas nas recepções, o que reduz bastante os custos operacionais. Mas, o principal benefício é a redução de riscos e falhas de segurança no cadastramento. Além disso, existem sistemas de controle de acesso que emitem senha ou código de acesso. Elas são enviadas previamente nos smartphones dos visitantes, via SMS ou e-mail, trazendo mais conforto e rapidez na hora do atendimento.

 

A escolha deve ser certa, pois segurança é coisa séria

Portanto, sabemos o quanto há a necessidade de se investir em segurança, seja de cunho pessoal ou patrimonial (em instituições, condomínios, fábricas e todo tipo de corporação). Por isso, ao escolher uma empresa de projetos especializados no segmento ou até integradoras, observe se elas apresentam condições de desenvolver um projeto completo e customizado para a sua necessidade. Essa deve ser uma missão séria e segura. Invista em uma empresa capacitada.

A execução deve sempre estar sob a responsabilidade de uma empresa integradora, com condições técnicas de seguir o projeto e realizar a instalação. Portanto, é importante verificar se a empresa é devidamente capacitada, além de ter contrato de manutenção preventiva que garanta um atendimento rápido, significando que não haverá muitas interrupções da operação em manutenções corretivas.

Quanto ao sistema escolhido, esse deve disponibilizar ao contratante tanto o software quanto os dispositivos de hardwares instalados. Além disso, é importante que a empresa dê a possibilidade de expandir a abrangência da segurança obtida.

Uma dica importante é verificar os trabalhos realizados pela empresa, bem como sua reputação entre os seus clientes, além de se certificar da qualidade dos equipamentos utilizados.

Esta reflexão demonstra a importância de elaborar projetos customizados que tragam os reais benefícios. Sempre vise o custo-benefício que você possa investir.

Melhore seu sinal WiFi e navegue com mais qualidade. Saiba como

Saiba como potencializar seu sinal Wi Fi e navegar com muito mais qualidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *